Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Admin
Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/07/2017
Ver perfil do usuáriohttp://casresenha.forumeiros.com

Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Sex Jul 07, 2017 5:35 pm
Aqui você deve postar a sua resenha com o seguinte modelo:

Eu, aluno _____, da turma 3º A   _____, portador da dupla  [______ ,______], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.




[REDAÇÃO]




Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (   ) Sim;  (   ) Não;
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 13/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Qui Jul 13, 2017 6:18 pm
Eu, aluna Ana Beatriz da turma 3º A , portador da dupla Ana Beatriz e Fernanda Santos, comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.
O direito à água.
O direito à água é um recurso vital e insubstuível, logo, um importante instrumento econômico e geopolítico. Indubitavelmente é necessário total reconhecimento por ser um recurso não durável, com a finalidade de apresentar a sociedade. Ademais, os índices de poluição, desperdício e deterioração dos recursos hídricos estão cada vez mais viabilizando disputas e conflitos pelo uso da água.
Antes de mais nada, o fato de todos terem esse direito não garante acesso ao mesmo. No Brasil, o Sistema Nacional de Gerenciamento e Recursos Hídricos (SINGREH) obriga ao Estado zelar por esse bem público, administrando a conservação e o uso de forma ambiental e socialmente sustentável. Tendo em vista que, a distribuição desse recurso ocorre de forma desigual. Isso ocorre porque, algumas regiões denotam conflitos hídricos devido a irregularidade da chuva.
Por conseguinte, é correto afirmar que, devido as grandes taxas de poluição e deterioração do solvente universal, a busca cada vez mais, origina a desumanidade. Em virtude disso, a apropriação privada dos corpos hídricos, gera transformação da água em mercadoria cara, algo que deveria ser banido por leis do mundo inteiro. Só pra ilustrar, o Brasil envia ao Exterior cerca de 112 trilhões de litros de água doce, segundo dados da Unesco, o equivalente a quase 45 milhões de piscinas olímpicas ou mais de 17 mil lagoas do tamanho da Rodrigo de Freitas.
Fica evidente, portanto, que o tema exposto é fundamental, uma vez que integralmente está ligado a vida e saúde. Dessa maneira, a conscientização para não poluição é relevante. Diante disso, para elucidar problematização, é necessário criar novas diretrizes energéticas capazes de romper a dependência pela hidroeletricidade. Ademais, introduzir nas escolar disciplinas que induzam a construção de pensamento consciente direcionado a responsabilidade sustentável.

Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas? (x) Sim; ( ) não
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 13/07/2017
Ver perfil do usuário

REDAÇÃO DISSERTATIVA ARGUMENTATIVA. TEMA: JEITINHO BRASILEIRO

em Qui Jul 13, 2017 6:27 pm
Eu, aluna Adriele Moscoso, da turma 3º A  Ensino Médio, portador da dupla  [Adriele Moscoso, Marcos Uiter], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

   
     O jeitinho brasileiro constitui uma problemática atemporal perpetuada em território nacional com a chegada das caravelas lusitanas na costa do Brasil. Ademais, pode-se afirmar que junto com os portugueses desembarcaram também a corrupção, a desonestidade e a falta de ética. Outrossim, obtendo como consequência na hodiernidade a ausência de moral em todos os âmbitos sociais e políticos.
     
     Na conjuntura vigente, pode-se afirmar que a corrupção que assola a política brasileira não provém apenas da esfera governamental. A transgressão da convenção social com pequenos desvios de condutas, como furar filas, desrespeitar e ferir o direito do outro para benefício próprio, e a banalização desses atos evidencia a aceitação de ações primárias de corrupção que serão, consequentemente, responsáveis por contaminar ainda mais toda a população brasileira.
   
     Segundo um estudo feito pela entidade Transparência Internacional, o Brasil está em 79º lugar de 176 países no ranking de corrupção. Tendo em vista isso, pode-se confirmar que a credibilidade do Brasil em cenário mundial tem sido um problema, uma vez que gera déficit na economia nacional e consequentes desempregos. Destarte, pode-se reiterar que a base da pirâmide econômica e social que sofrerá com essa falta de credibilidade, tendo em vista que essa classe social que pagará a conta da corrupção no Brasil. Marc Bloch afirma que: “A incompreensão do presente nasce, fatalmente, da ignorância do passado”. Haja vista isso, é de suma importância que a população conheça a sua história para, finalmente, compreender o motivo pelo qual não devem repetir os mesmos erros.
     
      Paulo Freire afirmou que: “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”. Por conseguinte, é imprescindível que a família eduque desde cedo suas crianças para que tornem-se cidadãos conscientes. A escola deve trabalhar em cima da inserção de senso crítico e campanhas de conscientização anticorrupção, para que as crianças e jovens não cedam à pesada bagagem corrupta colonial. Outrossim, o Poder Legislativo deve trabalhar em fechar as brechas constitucionais, através das quais os que cometem atos ilícitos conseguem escapar de punições mais sérias, tornando assim mais eficaz a justiça brasileira para que a longo prazo o Brasil, finalmente, seja um país igualitário e justo.
Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (X) Sim;  (   ) Não;


Última edição por Adriele Moscoso em Sex Jul 14, 2017 1:14 am, editado 1 vez(es)
Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/07/2017
Ver perfil do usuário

REDAÇÃO DISSERTATIVA ARGUMENTATIVA. TEMA: DEFICIENTE FÍSICO

em Qui Jul 13, 2017 10:49 pm
Eu, aluna Adriane Paranaguá da turma 3º A , portador da dupla Adriane da Silva Paranaguá e Maria Clara Melo de Jesus Souza, comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

Deficiente Físico   
   
   O itinerário dos indivíduos com deficiências físicas sempre foi marcado por inúmeros preconceitos e lutas em favor do direito à cidadania. Com o surgimento do
cristianismo no Império Romano, foi possível observar melhorias como doutrina a caridade e o amor para com o próximo, visto que o cenário analisado antes das intervenções da igreja cristã, era de total descaso e desumanidade. Na Roma Antiga, tantos os nobres como os plebeus tinham permissão para sacrificar os filhos que nasciam com algum tipo de anormalidade. Da mesma forma, que em Esparta, os bebês e as pessoas que adquiririam alguma deficiência, eram lançados ao mar ou em precipícios, criando assim um âmbito onde o aborto a vida humana é baseado na invalidez total ou parcial do indivíduo.
   A estrutura das sociedades, desde os seus primórdios, sempre inabilitou os portadores de deficiência, marginalizando-os e privando-os de liberdade. Essas pessoas, sem respeito, sem atendimento, sem direitos, sempre foram alvo de atitudes impiedosas. Além de que a questão da inclusão na sociedade, mesmo com a finalização dos tempos remotos, continua sendo um gerador de enigmas descomunais. O país brasileiro, por sua vez é extremamente indolente com relação a temática abordada, pois problemas como mobilidade: acessibilidade nos transportes públicos, vagas privativas no estacionamentos, não deveriam ser mais questionadas e sim integralmente sanadas.
   Na conjuntura atual, é conspícuo verificar que mesmo após tantas operações em prol do beneficiamento dos portadoras de deformidades físicas, ainda não foi possível findar as barreiras visíveis e invisíveis que cada sujeito enfrenta ao decorrer do seu dia a dia. Contudo, sendo a maior dela, a extrema segregação e a rejeição de determinadas pessoas. Tendo em consideração que a Organização de Direitos Humanos reconheceu que todos os seres humanos são iguais e possuem os mesmos direitos e deveres, é necessário que a sociedade elimine todas as formas de prejulgamentos e exclusões, que vão desde os termos pejorativos, até situações de agressões físicas.
   Fica evidente, portanto que estratégias são necessárias para subvencionar a vida de todos os deficientes físicos, que estão intercalados em todo território nacional e internacional. Logo, é fundamental que ocorra primeiramente, alteração da visão social, afim de despertar uma definitiva consciência em toda a população. Faz-se necessário, o investimento de maiores verbas para programas sociais e melhoramentos urbanos; a mídia por sua vez, investiria na utilização da cibercultura e de novas tecnologias, com a finalidade de entrelaçar as massas, instigando discussões, debates, trocas de informações e opiniões sobre o assunto em questão, para que dessa forma aconteça o total a amadurecimento das civilizações e dos avanços dos temas interligados a cidadania e aos direitos humanos e assim provocaria, sem dúvidas, um olhar nupérrimo com relação a vida dos deficientes físicos.


Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (X) Sim;  (   ) Não;
Mensagens : 31
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Sab Jul 15, 2017 9:48 pm
Ana Beatriz Melo escreveu:Eu, aluna Ana Beatriz da turma 3º A , portador da dupla  Ana Beatriz e Fernanda Santos, comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.
O direito à água.
  O direito à água é um recurso vital e insubstuível, logo, um importante instrumento econômico e geopolítico. Indubitavelmente é necessário total reconhecimento por ser um recurso não durável, com a finalidade de apresentar a sociedade. Ademais, os índices de poluição, desperdício e deterioração dos recursos hídricos estão cada vez mais viabilizando disputas e conflitos pelo uso da água.
  Antes de mais nada, o fato de todos terem esse direito não garante acesso ao mesmo. No Brasil, o Sistema Nacional de Gerenciamento e Recursos Hídricos (SINGREH) obriga ao Estado zelar por esse bem público, administrando a conservação e o uso de forma ambiental e socialmente sustentável. Tendo em vista que, a distribuição desse recurso ocorre de forma desigual. Isso ocorre porque, algumas regiões denotam conflitos hídricos devido a irregularidade da chuva.
  Por conseguinte, é correto afirmar que, devido as grandes taxas de poluição e deterioração do solvente universal, a busca cada vez mais, origina a desumanidade. Em virtude disso, a apropriação privada dos corpos hídricos, gera transformação da água em mercadoria cara, algo que deveria ser banido por leis do mundo inteiro. Só pra ilustrar, o Brasil envia ao Exterior cerca de 112 trilhões de litros de água doce, segundo dados da Unesco, o equivalente a quase 45 milhões de piscinas olímpicas ou mais de 17 mil lagoas do tamanho da Rodrigo de Freitas.
  Fica evidente, portanto, que o tema exposto é fundamental, uma vez que integralmente está ligado a vida e saúde. Dessa maneira, a conscientização para não poluição é relevante. Diante disso, para elucidar problematização, é necessário criar novas diretrizes energéticas capazes de romper a dependência pela hidroeletricidade. Ademais, introduzir nas escolar disciplinas que induzam a construção de pensamento consciente direcionado a responsabilidade sustentável.

Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.



Você aceita as normas?   (x) Sim; (  ) não

Procurar fazer um texto menos técnico atentar as regras do desenvolvimento
rever solução....usar 03 tripés sociais
Mensagens : 31
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Sab Jul 15, 2017 9:50 pm
Adriele Moscoso escreveu:Eu, aluna Adriele Moscoso, da turma 3º A  Ensino Médio, portador da dupla  [Adriele Moscoso, Marcos Uiter], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

   
     O jeitinho brasileiro constitui uma problemática atemporal perpetuada em território nacional com a chegada das caravelas lusitanas na costa do Brasil. Ademais, pode-se afirmar que junto com os portugueses desembarcaram também a corrupção, a desonestidade e a falta de ética. Outrossim, obtendo como consequência na hodiernidade a ausência de moral em todos os âmbitos sociais e políticos.
     
     Na conjuntura vigente, pode-se afirmar que a corrupção que assola a política brasileira não provém apenas da esfera governamental. A transgressão da convenção social com pequenos desvios de condutas, como furar filas, desrespeitar e ferir o direito do outro para benefício próprio, e a banalização desses atos evidencia a aceitação de ações primárias de corrupção que serão, consequentemente, responsáveis por contaminar ainda mais toda a população brasileira.
   
     Segundo um estudo feito pela entidade Transparência Internacional, o Brasil está em 79º lugar de 176 países no ranking de corrupção. Tendo em vista isso, pode-se confirmar que a credibilidade do Brasil em cenário mundial tem sido um problema, uma vez que gera déficit na economia nacional e consequentes desempregos. Destarte, pode-se reiterar que a base da pirâmide econômica e social que sofrerá com essa falta de credibilidade, tendo em vista que essa classe social que pagará a conta da corrupção no Brasil. Marc Bloch afirma que: “A incompreensão do presente nasce, fatalmente, da ignorância do passado”. Haja vista isso, é de suma importância que a população conheça a sua história para, finalmente, compreender o motivo pelo qual não devem repetir os mesmos erros.
     
      Paulo Freire afirmou que: “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”. Por conseguinte, é imprescindível que a família eduque desde cedo suas crianças para que tornem-se cidadãos conscientes. A escola deve trabalhar em cima da inserção de senso crítico e campanhas de conscientização anticorrupção, para que as crianças e jovens não cedam à pesada bagagem corrupta colonial. Outrossim, o Poder Legislativo deve trabalhar em fechar as brechas constitucionais, através das quais os que cometem atos ilícitos conseguem escapar de punições mais sérias, tornando assim mais eficaz a justiça brasileira para que a longo prazo o Brasil, finalmente, seja um país igualitário e justo.
Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (X) Sim;  (   ) Não;

Continue se dedicando e se empenhando que a vitória chegará!!!sucesso!!
Sua escrita está ótima para o seu nível escolar!!!
Mensagens : 31
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Sab Jul 15, 2017 9:52 pm
Adriane Paranagua escreveu:Eu, aluna Adriane Paranaguá da turma 3º A , portador da dupla Adriane da Silva Paranaguá e Maria Clara Melo de Jesus Souza, comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

Deficiente Físico   
   
   O itinerário dos indivíduos com deficiências físicas sempre foi marcado por inúmeros preconceitos e lutas em favor do direito à cidadania. Com o surgimento do
cristianismo no Império Romano, foi possível observar melhorias como doutrina a caridade e o amor para com o próximo, visto que o cenário analisado antes das intervenções da igreja cristã, era de total descaso e desumanidade. Na Roma Antiga, tantos os nobres como os plebeus tinham permissão para sacrificar os filhos que nasciam com algum tipo de anormalidade. Da mesma forma, que em Esparta, os bebês e as pessoas que adquiririam alguma deficiência, eram lançados ao mar ou em precipícios, criando assim um âmbito onde o aborto a vida humana é baseado na invalidez total ou parcial do indivíduo.
   A estrutura das sociedades, desde os seus primórdios, sempre inabilitou os portadores de deficiência, marginalizando-os e privando-os de liberdade. Essas pessoas, sem respeito, sem atendimento, sem direitos, sempre foram alvo de atitudes impiedosas. Além de que a questão da inclusão na sociedade, mesmo com a finalização dos tempos remotos, continua sendo um gerador de enigmas descomunais. O país brasileiro, por sua vez é extremamente indolente com relação a temática abordada, pois problemas como mobilidade: acessibilidade nos transportes públicos, vagas privativas no estacionamentos, não deveriam ser mais questionadas e sim integralmente sanadas.
   Na conjuntura atual, é conspícuo verificar que mesmo após tantas operações em prol do beneficiamento dos portadoras de deformidades físicas, ainda não foi possível findar as barreiras visíveis e invisíveis que cada sujeito enfrenta ao decorrer do seu dia a dia. Contudo, sendo a maior dela, a extrema segregação e a rejeição de determinadas pessoas. Tendo em consideração que a Organização de Direitos Humanos reconheceu que todos os seres humanos são iguais e possuem os mesmos direitos e deveres, é necessário que a sociedade elimine todas as formas de prejulgamentos e exclusões, que vão desde os termos pejorativos, até situações de agressões físicas.
   Fica evidente, portanto que estratégias são necessárias para subvencionar a vida de todos os deficientes físicos, que estão intercalados em todo território nacional e internacional. Logo, é fundamental que ocorra primeiramente, alteração da visão social, afim de despertar uma definitiva consciência em toda a população. Faz-se necessário, o investimento de maiores verbas para programas sociais e melhoramentos urbanos; a mídia por sua vez, investiria na utilização da cibercultura e de novas tecnologias, com a finalidade de entrelaçar as massas, instigando discussões, debates, trocas de informações e opiniões sobre o assunto em questão, para que dessa forma aconteça o total a amadurecimento das civilizações e dos avanços dos temas interligados a cidadania e aos direitos humanos e assim provocaria, sem dúvidas, um olhar nupérrimo com relação a vida dos deficientes físicos.

Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (X) Sim;  (   ) Não;

Escrita com um bom desenvolvimento..Continuem se dedicando que a vitória chega....a redação está com uma boa abordagem!!!
Mensagens : 2
Data de inscrição : 13/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Qui Jul 20, 2017 3:30 pm
Eu, aluno João Vinícius, da turma 3º A  , portador da dupla  [Brian Machado e João Vinícius], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.
 Atenas antiga, foi uma das maiores cidades da Grécia a.C., ela começou o denominado culto ao corpo, na qual a questão estética começou a ter valor. Nesse contexto, na sociedade contemporânea esses valores são ainda mais fortes, sendo assim um ponto positivo, já que com a melhora estética há uma melhora na saúde. Todavia quando as aparências se tornam prejudiciais à saúde, a estética deixa de ser positiva para se tornar uma doença contemporânea.
 
A valorização do corpo é positiva, visto que pode incentivar a pratica de esportes e exercícios físicos, corroborando para que haja uma população mais saudável. Nesse sentido a estética e a saúde andam juntas em benefício do cidadão, em uma sociedade que tende ao sedentarismo. Por certo a valorização do corpo é benefício enquanto for favorável a saúde.
 
A valorização da estética pode ser um fator negativo. Zygmunt Bauman considera que os “relacionamentos são como vitamina C: em altas doses, provocam náuseas e podem prejudicar a saúde”. Assim como o relacionamento entre a estética e a saúde em altas doses de valorização estética podem causar doenças modernas, como a anorexia e a bulimia entre outras doenças provindas da alta valorização estética.
 
De acordo com o poeta Victor Hugo “As palavras têm a leveza do vento e a força de uma tempestade”. Nessa perspectiva é necessário que o ministério da saúde explane para a população as vantagens dos exercícios físicos aliadas a estética. Além disso a família precisa estar ativa na vida dos jovens que buscam uma mudança estética. Sendo assim existira uma sociedade consciente da estética saudável.









Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (  x ) Sim;  (   ) Não;
Mensagens : 31
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Qui Jul 20, 2017 4:30 pm
MAIS LEITURA E CONTEÚDO NA REDAÇÃO!!!
Mensagens : 1
Data de inscrição : 20/07/2017
Ver perfil do usuário

REDAÇÃO DISSERTATIVA ARGUMENTATIVA: POLUIÇÃO SONORA

em Qui Jul 20, 2017 6:34 pm


Eu, aluno Carlos Alexandre da turma 3º A , portador da dupla  Ana Vitória e Carlos Alexandre, comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.



A poluição sonora é o excesso de ruídos que afeta a saúde física e mental da população. Desde o passado, existem registros dessa problemática, sendo a Roma Antiga um claro exemplo. Indubitavelmente, percebe-se que na hodiernidade, tal situação não foi solucionada, provocando transtornos na sociedade brasileira.

Em primeira instância, pode-se relacionar o cenário atual com o vivido no século 7 a.C., quando regras foram impostas na sociedade romana para o controle dos distúrbios sonoros provocados pela população. Shows, feiras, obras, tráfego aéreo e em estradas estão presentes no cotidiano nacional. A partir disso, é possível considerar essa situação como uma forma de alerta para que ocorra intervenções.

Nessa conjuntura, a exposição a fontes de poluição sonora pode ocasionar efeitos na saúde humana como interferências na comunicação, transtornos no sono, zumbidos no ouvido e problemas cardiovasculares. A Organização Mundial de Saúde estima que cerca de 100 milhões de pessoas apresentam alguma espécie de dano provocado pela exposição a ruídos. A perda de audição, devido à exposição a ruídos, pode ser temporária ou irreversível.

De acordo com os fatos discorridos, fica evidente a necessidade de soluções a cerca dessa sistemática. É viável a criação de motores mais silenciosos, a construção de aeroportos e rodoviárias em locais afastados e investimento em revestimento acústico para discotecas e fábricas para redução dos níveis de ruído. São necessárias campanhas para conscientizar a população sobre os riscos da exposição a barulhos e incentivar o uso de equipamentos de proteção por trabalhadores em localidades de alta incidência sonora.


Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (x) Sim;  (   ) Não;
Mensagens : 1
Data de inscrição : 20/07/2017
Ver perfil do usuário

Reforma Politica

em Qui Jul 20, 2017 8:30 pm
Eu, aluno Maria Eduarda Peixoto Barreiros, da turma 3º A, portador da dupla  [Maria Eduarda Peixoto, Ana cecilia Cardoso], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

Reforma Política

Há décadas especialistas de várias áreas apontam a necessidade de uma reforma política no Brasil. Por certo, é evidente como o tema politica, é conjurado por muitos indivíduos da sociedade. Visto que, é elevada as ações de deturbações no regime presidencialista e as enormes distâncias entre políticos e eleitores.

“O Estado sou eu”. Tal frase, mencionada pelo monarca francês Luís XIV, o “Rei Sol”, no século XVII, deixava clara a centralização absoluta do poder em suas mãos. Esse domínio de representatividade, ainda hoje, fomenta uma fragmentação dos princípios democráticos. No entanto, são necessárias inúmeras outras alterações nas relações de poder. Por exemplo, o corte de gastos através da redução de salários e da quantidade de políticos, afinal, já se passou o tempo em que plebeus sustentavam Senhores Feudais. Somado a isso, se faz necessária uma intervenção ativa da sociedade para a ocorrência de transformações no sistema político  brasileiro. É importante que os cidadãos se unam em prol dessas reformas, fazendo com que elas “saiam do papel”. .
 
A reforma política é bastante impactante e deve ser implantada com cautela, visto que trará alterações no sistema político brasileiro. A política, sem dúvida alguma, é um mecanismo que se adaptou em diversas épocas e contextos históricos, sobrevivendo à tirania de governos autoritários. Porém, mesmo hoje em meio a tantas adaptações favoráveis, ela está sujeita  à ação de políticos corruptos, que passam a utilizar-se dela para alcançar benefícios próprios em detrimento do bem-comum. A falta do cumprimento das leis instituídas na Constituição,causa problemas sociais. Esse aspecto está presente nas principais metrópoles brasileiras  nas quais o modo de vida luxuoso dos políticos, sustentado por desvios de verbas públicas, como no caso do mensalão, entra em oposição com a realidade da maioria da população que vive nas periferias: pagam impostos, mas não recebem de forma satisfatória os serviços públicos.


Em suma, é necessário que haja uma alteração na legislação, com o objetivo de haver mais compromisso mediante a sociedade. Outrossim, é preciso que os políticos, após serem eleitos haja dialogo e participação efetiva com seus eleitores. Ademais, a fiscalização na vida pregressa dos candidatos a cargos políticos comissionados.  












Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   (x) Sim;  (   ) Não;
Mensagens : 1
Data de inscrição : 18/07/2017
Ver perfil do usuário

Eu, Jônatas Gois, da turma 2º A, Ensino Médio, portador do trio (Cesar Augusto, Irllan Bastos e Jônatas Gois). Comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual sob pena de advertência e zerar nota. Os limites do humor

em Sex Jul 21, 2017 2:38 am
Eu, Jônatas Gois, da turma 2º A, Ensino Médio, portador do trio (Cesar Augusto, Irllan Bastos e Jônatas Gois). Comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual sob pena de advertência e zerar nota.

Os limites do humor

Desde processos históricos como a guerra fria o mundo vem sendo subjugado às diferentes faces do limite. Nesse interim, no século XX o bloco capitalista perseguiu aqueles que aduziram sua ideologia coadunante com os socialistas. Odiernamente, após ter angariado o direito de expressão, defendido pela declaração universal de 1948, juntamente às constituições dos países, a população brasileira deparou-se com a má gestão do conteúdo explícito no espaço cibernético, ultrapassando o limiar do humor determinado a partir do pressuposto de que “sábio é aquele que conhece os limites da sua própria ignorância”- Sócrates.
Nesta década de 2007-2017 o índice de terrorismo elevou-se em detrimento às décadas anteriores. No entanto, o atentado ocorrido em 2015, contra a revista Charlie Hebdo, na França, chocou a população mundial, pelo fato de que o grupo terrorista assumiu ter atacado por causa de charges satíricas e sarcásticas feitas contra o seguimento religioso islâmico. Dessa forma, pode-se perceber, a partir do fundamentalismo e radicalismo islâmico, o reflexo de uma postura inadequada frente a ética da comicidade.
Existem várias formas de se transgredir os princípios morais voltados a questão específica do humor. Entretanto, com a ascensão e veloz propagação da interdependência, entre as nações, o processo de globalização e a interação da tecnologia no meio social, transferiu-se a falta de ética do âmbito social, para o meio cibernético. Destarte, o Brasil não reverbera o pensamento do filósofo e escritor Rousseau: “Um determinado indivíduo acredita-se senhor dos outros e não deixa de ser mais escravo do que eles”.
Analogamente, todos os problemas que existem na sociedade brasileira, provêm da deficiência na educação promovida pelas bases elitistas. Portanto, há a necessidade da intervenção do estado na esfera da limitação da jocosidade exacerbada e antiética para trazer uma relação harmônica entre os indivíduos. Além disso, torna-se imprescindível o acompanhamento escolar e familiar para a criação de um ciclo social progressivamente mais saudável, através de palestras e atividades lúdicas, que promovam um maior discernimento, em torno da juvenilidade ascendente.


Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas? ( X ) Sim; ( ) Não;
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/08/2017
Ver perfil do usuário

REDAÇÃO DISSERTATIVA ARGUMENTATIVA. TEMA: ESPORTE COMO FATOR TRANSFORMADOR

em Qui Ago 03, 2017 5:44 pm
Eu, aluna Maria Eduarda Neri, da turma 3º A  - Ensino Médio, portador da dupla  [Maria Eduarda Neri e João Gabriel Macedo], comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.
                   
     
      É indiscutível que programas sociais ligados à prática de esporte tem sido ferramentas de inclusão social no Brasil. Em comunidades carentes, principalmente, o esporte impede que crianças e adolescentes recorram à criminalidade.
      Dentre os fundamentos do esporte pode-se citar a disciplina, o respeito as regras e a interação; ideais que contribuem para a formação do sujeito social. Além da promoção da saúde física e psicológica apresentada através da alteridade e do autoconhecimento. Projetos já existentes como o Segundo Tempo, o Projovem e a Central Única das Favelas (CUFA) que levam atividades esportivas e culturais a crianças de baixa renda já apresentam ótimos resultados e depoimentos de superação.
      Em contrapartida os benefícios não alcançam todos os lugares necessários, são casos isolados os de comunidades onde há ascensão social, intelectual e pessoal em função do esporte e a maioria das crianças e adolescentes sem recursos ainda passam muito tempo nas ruas, dedicadas ao ócio, consequentemente aprendendo coisas negativas ou se envolvendo com o tráfico de drogas, seduzidas pela possibilidade de uma vida financeira farta.
      Portanto, faz-se necessária a ampliação de projetos de inclusão que usem o esporte como ferramenta a fim de mudar tal quadro, seja através de ONG’s ou aliando o poder público a iniciativa privada para a melhoria da sociedade, tais como escola de futebol e academias de artes marciais em complexos e aglomerados habitacionais onde o recurso é escasso. Em outro viés é benéfico também que haja mais academias ao ar livre e aulas coletivas de exercício aeróbico em prol da saúde, do lazer e do bem-estar da população em geral.

Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas?   ( X) Sim;  (   ) Não;
Mensagens : 1
Data de inscrição : 03/08/2017
Ver perfil do usuário

REDAÇÃO DISSERTATIVA ARGUMENTATIVA: MORADORES DE RUA

em Sex Ago 04, 2017 5:13 am
Eu, aluna Iasmin Franco, da turma 3º A CAS, portador da dupla Iasmin Franco e Louise Santana , comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.


Dormir debaixo de viadutos, vagar pelas ruas sem destino, ser invisível pela sociedade, são uma das características da dura realidade que os moradores de rua enfrentam. Ademas historicamente, no Brasil tal problema ocorre desde o século XIX e ainda persiste nos dias atuais.
Havendo como única opção, muitas vezes a rua como moradia, em 1888, com a assinatura da Lei Áurea, quando abolira a escravidão em território brasileiro, o número de desabrigados se elevou. Por conseguinte, da expulsão dos escravizados, das fazendas que eram empregados. Dessa forma, atualmente muitas vezes nenhum tipo de oportunidade é concedida a esses indivíduos, impossibilitando o êxito das ruas, sendo vistos pela sociedade como indigentes.
Além de todas as dificuldades encontradas como o frio, fome e falta de oportunidade, essa população moradora de rua, também sofre com a constante violência. Inevitavelmente, dados divulgados pelo Centro Nacional de Defesa dos Direitos Humanos da população em Situação de Rua e Catadores, indicam que de Janeiro a Junho, 195 moradores de rua foram assassinados. Sendo assim, havendo uma grande disparada nos índices de violência no país e uma dominância perceptível de desigualdade e descaso entre a sociedade.
De acordo com o filósofo Platão "Para mudarmos o mundo, mude a si mesmo", partindo desse pressuposto evidencia-se que o preconceito a discriminação e a falta de oportunidade, ao longo da história brasileira, foram os motivos pelos quais os moradores de rua foram excluídos da sociedade, tornando rigorosa sua plena recuperação. Desse modo, faz-se necessário que o Ministério público em parceria com secretarias estaduais e municipais ,alavanquem a inclusão deste grupo, por meio de campanhas didáticas que enfatizem a importância do respeito e da fraternidade. Além da construção de abrigos que ofereçam cursos de capacitação profissional, para que os mesmos consigam sair dessa triste sitiação.









Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas? ( x ) Sim; ( ) Não;
Mensagens : 2
Data de inscrição : 09/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

em Qui Ago 10, 2017 7:30 pm
Eu, aluno Lauren Helen, da turma 3º A, portador da dupla [Lauren Helen, Pâmela Nascimento] , comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

Discurso de ódio nas redes sociais

Com o advento da tecnologia, as redes sociais que a princípio serviram como uma válvula de escape, se torna hoje uma das maiores inimigas para alguns jovens, pois surge ai o cyberbullying ou bullying virtual. Logo, o que já era totalmente avassalador cara a cara, com as redes midiáticas envolvidas torna a situação mil vezes mais cruel. Até que ponto a privacidade digital está segura ?
  Estudos revelam que dos 10 aos 18 anos, 28% dos adolescentes no Brasil já foram vítimas do cyberbullying, através de mensagens em sites da internet. Outrossim, copiosas são as graves entraves contidas na temática "violência virtual" como por exemplos discriminação, difamação, insultos, atos obscenos, apologia ao crime e até pedofilia. É triste observar que um meio de informações que poderia ser usado ricamente para fazer-se o bem, está sendo usado para fazer deliberadamente o mal. Ao se valer da tecnologia para se manter no anonimato, o cyberbullie se acha imparável, por a internet ser um mar de informações. Entretanto nada é realmente anônimo e seguro na mídia, além disso, é importante saber que crimes mesmo que virtuais, são puníveis até com cadeia. Vale salientar que é de extrema relevância que se tome muito cuidado com o que se divulga  e o que se faz nas redes sociais, em face de que isso contribuiria na diminuição do cyberbullying.
    No ano de 2014, no dia 7 de abril, no bairro de Realengo, Rio de Janeiro, um jovem de 23 anos invade uma escola municipal, assassina doze crianças e deixando vinte e duas feridas e depois se suicida. Ocorrido que ficou conhecido como "Massacre do Realengo". O assassino que aparentemente era um bom rapaz, relata em uma carta deixada pelo mesmo, sobre o bullying que sofreu quando estudou naquela escola, portanto isso deixou tão abalado psicologicamente a ponto de o fazer cometer atos terríveis.
De forma que acontecimentos como esse ainda hoje, deságuam as margens da sociedade. Ademais o bullying virtual pode trazer numerosas sequelas para a vida de alguém. Em suma, o terço da população que sofre depressão e que muitas vezes levam ao suicídio são produtos do bullying decorrido na adolescência, revela estudo feito nas universidades de Oxford. Há 5 anos atrás foi sancionada a Lei 12.737 Carolina Dieckman, que ajuda na apreensão de hackers que invadem computadores e dados pessoais. O desgaste emocional e moral causado, muitas vezes é fatal, resultando em doenças e transtornos psicológicos, por conta disso esse problema grave precisa ser sanado.
    Sem dúvida alguma faz-se necessário que os pais da criança observem sempre o comportamento, impondo limites  para o uso da internet. Cabe o MEC criar novos projetos engajados  para politizar a população sobre essa problemática, a fim de que saibam lidar com a determinada situação e o Ministério Público Federal deve efetivar as leis já existentes e homologar novas cláusulas e métodos que visem o combate  a prática desses atos. " A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta é sempre uma derrota - Jean Paul Sartre" .

Norma 1 - Ao enviar essa resenha comprometo-me a assumir a nota que me for concebida pelo professor juntamente com minha dupla.

Norma 2 - Comprometo-me a seguir as normas ABNT padrão e o modelo ensinado de resenha ensinado em aula.

Você aceita as normas? ( x) Sim; ( ) Não;
Conteúdo patrocinado

Re: Relatório de postagem das Redações 3° Ano A

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum