Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Mensagens : 1
Data de inscrição : 28/07/2017
Ver perfil do usuário

Educação Inclusiva 3ºA

em Sex Jul 28, 2017 5:35 pm
A deficiência física e psicológica há muito tempo tem causado incompreensão em grande parte da sociedade. Apesar do passar dos anos e dos avanços da área médica, ainda é notório que mesmo inseridos no ambiente escolar a interação não é efetuada de forma plena. Alguns discentes apresentam dificuldade de concentração e relacionamento, assim fez-se necessário o uso de métodos diferentes de ensino para que haja a garantia de aprendizado.
Devido a diversos estudos evidenciou-se que crianças com determinadas incapacidades como TDAH e autismo em sua maioria, apresentam um quadro de ansiedade, agressividade e dificuldade de relacionamento, portanto não devem ser tratados com desrespeito, mas sim, incluídos em todas as atividades escolares, para que o preconceito que alguns ainda sofrem seja completamente exterminado.
Nos dias atuais um desafio tem sido discutido com afinco: O desafio da inclusão. Como incluir estas crianças na sociedade? A inclusão tem como desafio unir os discentes em sala de aula, tendo como ideologia de que todos somos iguais. Sem salas separadas, com os mesmos professores e diferenciados métodos de ensino.
Em primeiro plano, os docentes necessitam parar de tratar estes alunos como “diferentes e especiais”, não visando apenas a deficiência e sim instituir projetos que ajudem essas crianças a desenvolverem suas habilidades e interação com os demais indivíduos. Outro aspecto a ser avaliado são os métodos de avaliação. Algumas vezes esses infantes podem ter dificuldade na fala ou na escrita, portanto não é possível avaliá-los da mesma forma que os demais, mas os conteúdos necessitam ser os mesmos. É de suma importância também, que hajam trabalhos em grupos, visto que assim os meninos e as meninas se sentirão parte do grupo escolar.
A partir deste contato entre os indivíduos, a colaboração da turma é fundamental. A diminuição dos ruídos e dos demais elementos que causam certo incomodo deve ser efetivada para que assim o ambiente se torne agradável para todos.
O papel da escola é fundamental, mas é exclusivo. A família também desempenha um papel fundamental na vida destas crianças. É no âmbito familiar que eles buscarão mais apoio, portanto os pais devem estar preparados, sendo necessário que sejam pacientes e não considerem seus filhos como inferiores e deficientes. Deve existir uma ligação entre a escola e os pais, tentando auxiliar as crianças com essas deficiências, pois assim haverá um desenvolvimento progressivo, trazendo diversos benefícios para os infantes.
Indubitavelmente, é importante salientar que ocorreram inúmeros avanços no que diz respeito a educação inclusiva, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido, até que não haja nenhuma diferenciação entre crianças com síndromes e todos os demais transtornos. Projetos e leis necessitam ser criados para que todos se sintam incluídos na sociedade, sem discriminação pois, como disse a educadora, pesquisadora e professora universitária com destaque na área de educação inclusiva no Brasil, Dulce Barros de Almeida: “A educação inclusiva só começa com uma radical reforma da escola, com a mudança do sistema existente e repensando-se inteiramente o currículo, para se alcançar as necessidades de todas as crianças. ”
Mensagens : 31
Data de inscrição : 08/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Educação Inclusiva 3ºA

em Sab Jul 29, 2017 8:48 pm
Conclusão longa...atente a isso!!
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum