Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/07/2017
Ver perfil do usuário

Eu, aluno Augusto Costa da turma 2º A,portador da dupla ( Augusto Costa e Raquel Matos) comprometo-me a dar somente informações verídicas e de minha autoria intelectual, sob pena de advertência e zerar nota.

em Qui Jul 20, 2017 10:19 pm
Em virtude de sua natureza social, o homem sempre buscou novas formas de se expressar. Na contemporaneidade, algumas formas de expressão no meio urbano, como o grafite, tem sido questionada na sociedade sobre seu real sentido. Nesse cenário, é importante compreender todos os impasses dessa questão, para que se possa chegar há um acordo e diferenciar a arte do vandalismo.
Iniciada nos Estados Unidos na década de 70, esse tipo de expressão artística possui um caráter muito dinâmico e questionador, tratando dos mais diversos assuntos. Deste modo, é muito importante analisar a proporção que isso tomou nos últimos tempos, passando a ser vista com um valor cultural consolidado e muito importante para as minorias que vivem nos centros urbanos, e encontram nisso uma forma de mostrar sua arte e até de manifestar sua indignação em relação às questões sociais. Assim, se insere como um mecanismo de participação política, refletindo necessidades coletivas de inclusão da população periférica.
No Brasil, destaca-se os grafites nas paredes da cidade de São Paulo, que surgiu numa época conturbada do país, a ditadura militar. Portanto, era vista como um afronto às autoridades, e o grafiteiro como um subversivo, já que era uma das poucas formas de se manifestar naquele período. Apesar disso, com o tempo foi adquirindo posição de destaque no mercado da arte, com alguns artistas reconhecidos publicamente. Conquanto, é necessário salientar que a resistência e criminalização de tal prática ainda persiste no país, e tem como alvo algumas minorias.
Fica evidente, por isso, que esse tipo de expressão é primordial para uma maior integração política e social. Dessarte, cabe ao governo, junto ao ministério da cultura, propor uma descriminalização dessa arte e dispor lugares para que isso possa ser exposto e cada vez mais aceito.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum